segunda-feira, março 16

MOR


Na orla do mar desfolho as tuas flores,
Nesta noite em que o fogo nos alcança,
E do meu coração saem uma a uma carícias tão puras,
Que a tua inspiração e beleza abarcam a minha alma.
Esta noite de solstício cavalgarei contigo,
Enredado na tua teia, na noite mais larga,
Acariciando a minha amazona guerreira,
Nos mais cálidos versos do teu corpo.
Levas-me ao final da ondulação,
Á longitude e latitude do teu alento.
Onde o teu reino começa e termina,
E a minha alma a toda a vela,
Contigo se afunda na eternidade do fundo do mar.

3 Comments:

Blogger su said...

Enquanto eu
No centro da terra faço círculos de pedra onde guardo o teu coração
Nem a chuva nem o vento
São carícias mais fortes
Do que o toque das minhas mãos
Em fuga permanente para ti - meu centro gravitacional
Esta noite de solstício desprendo-me das espirais da Teia
E enovelo-me no teu doce corpo
Até que ambos sejam a ténue linha do horizonte
Que parece recortar o nosso infinito
Hoje a amanhã
Sou nau que navega sem bússola
Porque apenas precisa de olhar os céus
E encontrar-te a ti
A estrela mais brilhante que conheço.

21:47  
Blogger su said...

Parabéns, LUZ de toda a Vida que tenho! :)

22:23  
Blogger Borboleta said...

Olá :) Parece que vamos trocar umas musicas! Como fazemos para enviar as moradas?
Beijinhos

23:36  

Enviar um comentário

<< Home