segunda-feira, maio 19

Se Fosse o Teu Vampiro?


Se te digo que te quero,
O universo inteiro constituo como testemunha,
As minhas palavras saem de muito dentro,
Das entranhas de um coração em fogo.
Até que o ar que respiro me falte,
Bombeando com frenesim o meu coração,
Ouvindo como, o sangue flúi e salta,
Como o suave vibrar,
Um golpear de um diapasão,
Juro-te amor eterno,
Com as estrelas como testemunha,
Com a obscuridade da noite e o fogo da paixão.

Estive diante do sol nascente que encandeia,
Buscando a luz da vida que me faltava,
E antes da cegueira completa,
Ou até mesmo ficando reduzido a cinzas,
Na penumbra da minha existência,
Encontrei um grande farol,
Tua mão fortemente estendida, guiou-me.
Como não hei-de sentir o que sinto?
Se para mim és como a maior e mais brilhante estrela no meu universo,
Iluminando o meu coração sedento de ti,
Com um amor intenso.
Em que o nosso sangue corre unido na eternidade.

2 Comments:

Blogger su said...

Como te digo que és a própria testemunha do Universo infinito e inteiro que me cosntitui e consome
Explosões de palavras de encontro à lava dos teus beijos como sêlos infinitos prometendo a nossa própria eternidade
Antes da cegueira completa a plácida luz do teu amor fluiu dentro d emim devolvendo-me o verdadeiro olhar sobre as coisas e sobre os sentimentos
Despiram-se as capas falsas que cobriam as aparências e retornei à luz dos teus olhos
Como ser nascido sob o destino do teu beijo
Do meu sangue no teu sangue
A promessa do nosso pacto
Da pedra debaixo de nós
Como altar ardente dos séculos
Os nossos corpos recebem a energia
E celebram o nosso único universo.

Um beijo do tamanho de todos os universos dentro de nós...

23:20  
Blogger su said...

...espero mais palavras...

11:12  

Enviar um comentário

<< Home