sexta-feira, abril 4

Açucar


Gosto do café com açúcar
E pensar nos teus seios
Desnudos e decifrados.
Gosto das madrugadas
Com luas redondas e vagas
Desafiantes, brancas e elevadas
Derramando a luz sobre a praia
Onde a tua pele tem a magia perfumada.
Gosto de andar pela minha onda da liberdade
E quando te pressinto a meu lado
Quase sempre descalça
Chegas como um sopro
Para ficar na etérea almofada.
Gosto de sentir o teu mundo
A embater no meu continente
E como duas peças de puzzle embutidas
Percorremos os mais recônditos espaços do universo.

1 Comments:

Blogger su said...

E eu gosto do chocolate na tua pele
E pensar sempre nos teus olhos doces
Entre as horas que são poucas
Para sustentar todo o desejo de Eternidade que tenho ao teu lado.
Sinto-me a alma mais solta do mundo
Enquanto vivo e respiro nas costas da tua margem
sou o resto que ficou de uma vida
Tão pequena, agora que olho para trás,
Sou infinita, agora que sei
Que acordo todos os dias à tua beira.

Assim,
O Universo é nosso...dentro e fora de nós.

19:55  

Enviar um comentário

<< Home