sexta-feira, julho 28

Palavras


Neste amontoado de folhas,
Observo os caminhos que esta tinta azul percorre,
Onde palavras rasgadas, riscadas,
Exprimem os beijos, os momentos,
Os sacrifícios, os desejos,
As ilusões, as contradições,
Os sorrisos, as carícias,
As canções, as motivações…
A justificação de existir por aqui…

Ao som de Depeche Mode - Violator

6 Comments:

Anonymous su said...

Os amontoados de folhas são testamentos que a nossa alma vai deixando por aí...provas de modos de existências que são teus e são tuas, como as palavras que te nascem na folha em branco.

Predestinação da alma? Respondi-te na Teia...mas penso que no fundo está sempre tudo nas nossas mãos...como diz o próprio texto que transcrevi.

Beijos.

12:07  
Blogger FunnyBunny said...

o que escrevemos SALVA-NOS.
permite-nos encontrar a razão das coisas.
=)

01:38  
Blogger Pin uP Poupée said...

eh muito bom expressar os sentimentos em papel, sao confiaveis e nos deixam ser nós mesmos!
desculpe pelo tempo sem vir aki, eu estava sem conexão com a internet,beijos!

20:14  
Blogger Taliesin said...

depois de umas mini-férias que em breve continuarão...quero agradecer e muito os vossos comentários....beijinhos com sabor a verão....

23:09  
Anonymous Anónimo said...

I'm impressed with your site, very nice graphics!
»

04:43  
Anonymous Anónimo said...

I say briefly: Best! Useful information. Good job guys.
»

07:59  

Enviar um comentário

<< Home