domingo, julho 2

Nightswimming



Por vezes quis ser poeta. Outras vezes sinto-me como uma caixa de recordações. Algumas outras acreditei estar dentro de um pentagrama do qual nunca podia (nem queria) sair. Em várias ocasiões tenho a vontade de saltar para outro mundo e ficar lá para sempre... Por vezes escuto a brisa do mar a sussurrar ao meu ouvido.
Por vezes imagino uma ave que se eleva sobre o céu de um mar que nos separa, e aquele lugar sem nome, que nos vai fazer encontrar…
Também quis ser astronauta e futebolista.

Não sei porquê uso qualquer desculpa para escrever[te]

5 Comments:

Blogger Sea said...

When you wish or want something
you have to make a movement, take action
otherwise
it will never become real.

"Everyday
something hits me all so cold
find me sittin' by myself
no excuses
that I know"

23:05  
Anonymous su said...

Muitas vezes queremos ser o que não somos ou realmente até somos (mastão bem escondemos!) numa autêntica fuga de nós mesmos. O outro mundo, como brisa sem ser do mar, é um apelo que para quem o ouve uma úniva vez, será sempre a constante tentadora.

A escrita é sempre é uma bela e boa desculpa para escrever a alguém, algo ou a nós mesmos...de nós mesmos também.

01:59  
Blogger Taliesin said...

Su: a escrita...as palavras persistem uma eternidade...em papel, numa parede, onde quer que as escrevemos…ou até mesmo no coração. Os gestos e atitudes serão extintos com o tempo...kiss

Sea: I Know my dear...kusse

02:16  
Anonymous Anónimo said...

Looks nice! Awesome content. Good job guys.
»

09:02  
Anonymous Anónimo said...

I really enjoyed looking at your site, I found it very helpful indeed, keep up the good work.
»

12:09  

Enviar um comentário

<< Home